NOTÍCIAS

Buscar


3 visualizações0 comentário

A partir de agora, quem é defensor do meio ambiente terá mais uma ferramenta disponível para se conectar com o Poder Público, sempre que necessário. É o App Agenda Verde, que a Prefeitura de Hortolândia disponibiliza à população, gratuitamente, e estará ao alcance das mãos de cada um. Por meio dele, com apenas alguns cliques, será possível denunciar descartes irregulares de resíduos, obter informações sobre limpeza urbana, coleta seletiva e educação ambiental, dentre outros serviços relacionados.


O dispositivo será lançado oficialmente, durante a apresentação do “2º Estudo Gravimétrico dos Resíduos Sólidos de Hortolândia”, que acontecerá nesta terça-feira (26/11), às 14h, no auditório do Centro de Formação dos Profissionais em Educação “Paulo Freire”, localizado na Rua Euclides Pires de Assis, 205, no Remanso Campineiro. A nova ferramenta substituirá o WhatsApp da Agenda Verde.


O aplicativo já está disponível para download nas lojas oficiais GooglePlay e AppleStore, podendo rodar em dispositivos móveis, como celulares e tablets com sistema operacional Google e também iOS. A pedido da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a ferramenta foi desenvolvida pela Maximizi Inteligência e Tecnologia, empresa local com 30 anos de experiência, em parceria com a empresa Horto Ambiental, responsável pela limpeza urbana e coleta de resíduos.


Lá, além de poder enviar, sigilosamente, fotos e mensagens de textos denunciando descarte irregular, o usuário poderá encontrar o equipamento de coleta seletiva mais próximo de casa – seja um PEV (Ponto de Entrega Voluntária de Entulho e outros materiais recicláveis) ou um LEV (Local de Entrega Voluntária). É possível também consultar dias e horários da coleta seletiva domiciliar e telefones de serviços públicos úteis. Há ainda dicas ambientais.

Para usar todas as funcionalidades do App Agenda Verde, é necessário se cadastrar, criando login e senha e fornecendo e-mail e telefone.

PIC


O App do programa Agenda Verde integra o PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento) implantado pela Prefeitura com o objetivo de promover o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. Por meio dele, a Prefeitura quer melhorar a prestação dos serviços públicos municipais em todas as áreas, em especial na saúde, educação, segurança, mobilidade urbana e geração de emprego. Mais de 100 obras e serviços serão realizados por meio do PIC.

1 visualização0 comentário


A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) assinou, nesta terça-feira (12), um protocolo de intenções com o Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Campinas (Consimares) para o desenvolvimento e cooperação técnica na gestão e gerenciamento de resíduos sólidos. A assinatura ocorreu na capital paulista, durante a Waste Expo Brasil 2019, no Expo Center Norte.


“A gestão dos resíduos sólidos é um desafio contemporâneo e uma responsabilidade compartilhada que envolve os governos, setor empresarial e sociedade”, comentou o secretário-executivo da SIMA, Luiz Ricardo Santoro, que assinou o documento com o presidente do Consimares, Benjamim Bill Vieira de Souza, prefeito de Nova Odessa.

Com o objetivo de estabelecer condições para a cooperação técnica, programas e intercâmbios científicos/tecnológicos, o protocolo tem prazo de dois anos e não inclui transferência de recursos financeiros.


O convênio visa ainda desenvolver ações conjuntas na elaboração de material técnico/didático, encontros técnicos, cursos, seminários, palestras, diagnósticos, programas de capacitação, workshops, soluções regionalizadas, novas rotas tecnológicas, arranjos produtivos diferenciados e apoio aos municípios.


Participaram também do evento, a diretora-presidente da Companhia Ambiental de São Paulo (CETESB), Patrícia Iglecias; o presidente da Associação Brasileira de Resíduos Sólidos e Limpeza Pública (ABLP), João Gianesi; o presidente da Waste Expo Brasil, Jesus Norberto Gomes; o presidente na Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente, Luiz Barreto; o vereador da cidade de São Paulo, Gilberto Natalini; o prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar; o deputado Federal e coordenador na Frente Parlamentar para a Cadeia da Reciclagem, Vinicius Carvalho, o representante do Ministério do Meio Ambiente, André França e o presidente da Águas do Alto Ninho, Carlos Martins.

2 visualizações0 comentário